É Possível Ainda Querer O Bem De Alguém E Ser Acreditado Disso?

Quando A Gente Para Pra Falar Um Pouco De Si Mesmo
17/07/2017
As Minhas Verdades São Meio Assim, E As Suas?
22/07/2017

O ser humano está desacreditado, desacreditado do amor, da cumplicidade, do companheirismo, da fidelidade, o ser humano não acredita mais nas pessoas e a cada dia está mais só, isso não é abandono, talvez seja proteção.

Mas e quando encontramos alguém que nos dá indícios de que pode ser tudo diferente?

Qual nossa reação?

DESACREDITAR.

SIM, e com isso chegamos a achar que esta pessoa é anormal ou um monstro afinal ela não se enquadra no que o outro está acostumado a ter e viver.

Talvez, as cicatrizes que temos, são mais fortes do que o novo e não conseguimos nos desligar das coisas ruins que já passamos, e isso é tão forte que fazemos de tudo para que estas pessoas acreditem que elas não são boas e certas.

Isso vai infernizando o outro a tal ponto deste fazer coisas que não faz, de perder a paciência e cultivar ódios, mágoas e rancores, estas coisas vão se infiltrando de tal maneira que tudo perde o equilíbrio, a saúde se desestabiliza, a pessoa se questiona mil vezes, perde a paciência, cega, diz coisas que não queria dizer e por aí se vai.

O caos se instala.

Sábios os que conseguem antes disso perceber que estão sendo envenenados e não valorizados e, nessa altura pulam fora, afinal, quiseram ajudar, mas para isso o outro lado tem que querer ser ajudado.

Burros os que acham que isso vai passar ou mudar.

Doloroso aos que se entregam a alguém com tantas cicatrizes que ao invés de aproveitar e apagar geram mais e mais.

Será isso o amor?

Será isso o prazer de sofrer?

Será isso estupidez de quem ainda acredita que as coisas possam dar certas e que se pode fazer o bem a alguém?

 

 

Comente: