” … ” – Por Luiz Guilherme Prado

Filhos, Não Vem Com Manual, E Como Saber Se Estamos Fazendo O Certo?
22/08/2017
Em 24 Horas Eu Te Queria
03/09/2017

A gente sai do Ensino Médio e entra numa crise existencial fodida.

Com 17 tão te enfiando em vestibular, concurso, preparatório, pagando tudo parcelado, te jogando a responsabilidade, uma pressão do crl, tudo porque ” você precisa ser alguém” (como se você já não fosse).

Te bombardeiam tanta informação que você nem pensa, só concorda.

Colam na sua testa uns discursos motivacionais doentios:

” Trabalhe enquanto eles dormem!” 

” Estude enquanto eles curtem!”

” Viva o que eles sonham!”

E você começa sua vida adulta com duas saídas:

– Fracassar e se deprimir.

– Ou alcançar : Anêmico, hipertenso, estressado, com insônia e TOC.

Não acredite nisso.

Você não precisa saber o que vai fazer da sua vida aos 17.

Nem aos 25. Nem aos 40.

Cada um tem seu tempo.

Não é só Engenharia, Direito, ou Medicina que dão dinheiro.

Faça o que você gosta.

Um confeiteiro bom ganha muito mais que um advogado merda.

Você não precisa enriquecer pra começar a viver.

Você nasce e constrói 3 coisas: Nome, Lembranças, e Patrimônio.

Não é possível que o sentido da vida seja viver pela única delas que você não carrega depois da morte.

Não viva pra atender expectativas alheias.

Não namore o Pedro se você ama a Ana.

Não faça medicina se a sua vibe é serviço social.

Quem te ama vai descartar o preconceito ao invés de descartar você.

Você nunca vai estar sozinho.

Tem horas que vão te julgar porque você pensa diferente de todo mundo, mas não é todo mundo, é só a bolha que você vive.

Tem um monte de gente que pensa igual e que adoraria ouvir o que você tem pra falar.

A única pressa que você pode ter com o amor é pra amar a si mesmo.

Sempre vai existir alguém que vai te olhar com brilho nos olhos te achando a pessoa mais incrível do mundo, por ser justamente como você é.

 

4 Comentários

  1. Sônia disse:

    Muito bom! O autor existe ou é criação sua?

    • Hugo Salum disse:

      Sônia, eu quando li este texto achei fantástico e copiei na íntegra, mas não estava em nenhum link que tivesse liagção com o nome do autor, acredito que ele exista sim

Comente: